sexta-feira, 1 de abril de 2011

CHÁ LITERÁRIO: VIDA E OBRA DE GOMES DE FREITAS

CHÁ LITERÁRIO no CENTRO PASTORAL SÃO JOSÉ
1 de abril de 2011, logo mais às 16 hs.
O debate será sobre a Vida e Obra do tauaense ANTONIO GOMES DE FREITAS, autor do Opúsculo INHAMUNS: TERRA E HOMENS, Fortaleza: Henriqueta Galeno, 1972, 196 p.

TRECHO DO PREFÁCIO
"O autor de Inhamuns traça o retrato físico e social de uma vasta região cearense, através de histórias, personagens, costumes e paisagens aos quais profundamente se ligou desde a juventude, fixando-se nas suas recordações derramadas nas cousas vivas e mortas. E o que mais valoriza o livro do historiador Antonio Gomes de Freitas é a autenticidade dos fatos, a sua historicidade procurada num trabalho exaustivo de consulta aos velhos papéis dos arquivos nos quais colheu a abundância documental que o enriquece" (Hugo Catunda).
CAPÍTULOS
I Anteólogo - "Ensoberbecido ficarei no futuro, quando se reconhecer que fiz uma Obra útil à minha terra e à sua gente, fornecendo elementos para a história da Região dos Inhamuns".

II Origens da palavra Tauá - "Tauá, aldeia antiga, em face da lógica, dos documentos e da tradição e os compêndios registram que Tauá foi primitivamente aldeia dos índios".

III A Paisagem Fisiográfica - "Infelizmente a inconsequência dos homens vem acabando o manto protetor da terra. É desolador o aspecto da terra devastada".

IV Os primitivos donos da terra - "Era sabido que o sertão dos Inhamuns era a pátria dos Jucás".

V A conquista da terra e sua colonização - "Subindo o rio Favelas, uma figura de respeitával de patriarca, o capitão Manoel Ferreira da Graça, ascendente do engenheiro Vicente Cavalcante Fialho".

VI Revelações Genealógicas - "Quem se dedica às investigações das origens das famílias tem que forçosamente consultar os velhos livros de registros paroquiais, fonte segura, abundante".

VII Criação de Gado nos Inhamuns - A Região dos Inhamuns, era sem exagero, das mais opulentas da Capitania, próspera, pela penetração de fazendeiros abastados".

VIII Vila São João do Príncipe - "Na manhã de 03 de maio de 1802, defronte do cruzeiro da Igreja, rezam os documentos, presentes a nobreza rural e o povo - convocados a toque de sino".

XIX Formação política de Tauá -"O município de Tauá, desde 1802, tem sido por homens de reconhecida idoneidade e capacidade de trabalho".

XIX Freguesia de N. S. do Rosário - "A igrejinha entregue ao culto católico em 15 de outubro de 1762, foi doada pelo sargento-mor José Rodrigues de Matos em patrimônio de 600 braças".

X O Bicho de Seda nos Inhamuns - "Como chegara aos ouvidos do Imperador a existência do bicho-de-seda nos sertões adustos dos Inhamuns, e quem, acaso, revelara?".

XI O Vaqueiro dos Inhamuns - "Sou, de origem, de formação e idealismo, vaqueiro, de boa raça de vaqueiros dos Inhamuns. Nos sertões de minha terra aprendemos cedo a andar a cavalo".

XII Obelisco a um vaqueiro afamado - "Ágil como um gato selvagem, Chico Brió pulou do cavalo em cima do boi para segurá-lo pelas ventas. Tal vida, tal morte".

XIII As lutas entre Montes e Feitosa - "O calendário marcava 25 de março de 1725, e parecia que o interior cearense se havia incendiado. Montes e Feitosas engalfinhados".

XIV A Revolução de 1817 nos Inhamuns – “Quando José Alves Feitosa, capitão-mor dos Inhamuns, vinha a Fortaleza, o governador da Capitania, lhe conferia honras excepcionais”.

XV O Regimento da Cavalaria dos Inhamuns na Guerra de Fidié – “Os intrépidos filhos dos Inhamuns, presentes na Guerra de Fidié, saldam os compromissos para com a Pátria”.

XVI Legião dos Inhamuns na Guerra do Pinto - “Também pelas armas e pelas idéias, os vaqueiros dos Inhamuns, com eles terçaram armas.”

XVII Heroína dos Inhamuns na Guerra do Paraguai – “A mulher brasileira, em todas as épocas, deu magníficos exemplos de patriotismo. O gesto varonil de Jovita Feitosa”.

XVIII No combate da Missão da Coluna Prestes – “Em 25 de janeiro de 1926, o grosso da Coluna foi em marcha batida acantonar na pequenina Arneiróz”.

XIX Dias Sombrios – “O cangaço é fenômeno regional. O Ceará não ficava fora de sua ação, mas em casos isolados, e duramente combatido”.

XX Música profana na Liturgia – “Cabe à minha terra a primazia da organização da primeira Banda de Música do interior da Capitania do Ceará Grande”.

XXI As comunicações nos Inhamuns – “Na minha cidade, o Tauá, do século passado duas famílias se notabilizaram como estafetas: os Cadeira e os Souto”.

XXII Estradas reais e caminhos dos Inhamuns – “O velho papel traça o rumo dos caminhos antigos que convergiam para a atual cidade de Tauá” (cita sete estradas).

XXII A Instrução em Tauá – “Até o ano de 1787, não se tem notícia de registro de um só ato de nomeação de Professor de primeiras letras para a Capitania do Ceará”.

XXIII A Energia de Paulo Afonso em Tauá – “No dia 27/12 são inauguradas a energia de Paulo Afonso, a torre da Repetidora da Joaninha (TV) e a Praça Joaquim Pimenta”.

XXIV - Locais de Curiosidades Turísticas de Tauá – O Quinamuiú tem a forma bizarra de um camelo, se sobressai entre as principais atrações turísticas da Região dos Inhamuns”.

XXV Filhos ilustres de Tauá – “Dos mais numerosos é o rol dos filhos ilustres de Tauá”. (Fora os citados nos capítulos anteriores, fulguram 41 personalidades de destaque).

XXVI Algumas Efemérides – Aqui fulguram fatos históricos com a respectiva data, que variam de 15 de junho de 1710 até 15 de fevereiro de 1970.

Parte Documental (composta de 10 documentos)

Apreciação sobre o Livro Inhamuns Terra e Homens - por Paulo Lopes Filho.

Anamélia Custódio Mota - Tauá-CE, 01 de abril de 2011.

























































Um comentário:

  1. Minha amiga, não pude participar deste Chá Literário, mas com certeza ele foi um encontro de conterrâneos e de admiradores do seu trabalho.
    Obrigada pelas informações sobre Tauá.
    Abraço!
    Gildênia Moura

    ResponderExcluir